José Carlos de Vasconcelos vence prémio Vasco Graça Moura- Cidadania Cultural

Envie este artigo por email

O José Carlos de Vasconcelos é uma "personalidade que se tem afirmado.

José Carlos de Vasconcelos vence prémio Vasco Graça Moura- Cidadania Cultural
José Carlos de Vasconcelos Fotografia: Arquivo

(JORNAL?EXPRESSO )

O júri valorizou o percurso biográfico do director do “JL - Jornal de Letras, Artes e Ideias”, que “ilustra bem o papel muito relevante que sempre desempenhou e desempenha –como advogado e homem de leis, como poeta e escritor, como jornalista e interveniente activo na valorização da língua, da literatura, das artes e ideias”
O jornalista José Carlos de Vasconcelos, director do quinzenário "JL - Jornal de Letras, Artes e Ideias", "um raro exemplo de persistência na imprensa portuguesa de âmbito cultural", é o vencedor do Prémio Vasco Graça Moura - Cidadania Cultural.
Fonte do júri adiantou à agência Lusa que, apreciadas as várias candidaturas, a de José Carlos de Vasconcelos recolheu a unanimidade, por ser uma "personalidade que se tem afirmado em todos os domínios em que tem exercido actividade, como das figuras mais marcantes da vida portuguesa nos dias de hoje", como se lê na ata do júri.
Esta é a segunda edição do Prémio Vasco Graça Moura - Cidadania Cultural, no valor de 40.000 euros, e o nome da personalidade distinguida é revelado no dia em que o poeta e ensaísta Graça Moura completaria 75 anos.
O júri, presidido por Guilherme d'Oliveira Martins, valorizou o percurso biográfico de José Carlos Vasconcelos, de 76 anos, que "ilustra bem o papel muito relevante que sempre desempenhou e desempenha – como advogado e homem de leis, como poeta e escritor, como jornalista e interveniente activo na valorização da língua, da literatura, das artes e ideias".
Em ata, o júri salientou que, "uma vez que se trata de um prémio de cidadania cultural, o papel desempenhado com grande generosidade e determinação, inteligência e elevado sentido profissional, pelo premiado na fundação, direcção e manutenção do 'JL - Jornal de Letras, Artes e Ideias'".
"Trata-se de uma iniciativa única pela permanência e regularidade, que projecta a cultura e a língua portuguesa no mundo, com uma qualidade digna de reconhecimento", destaca o júri.
Além de Oliveira Martins, que presidiu, o júri foi constituído por Maria Alzira Seixo, José Manuel Mendes, Manuel Frias Martins, Maria Carlos Gil Loureiro, Liberto Cruz e, ainda, por José Carlos Seabra Pereira, em representação da editora Babel e Nuno Lima de Carvalho e Dinis de Abreu, pela Estoril Sol.
No ano passado, o distinguido foi o ensaísta Eduardo Lourenço.
O Prémio Vasco Graça Moura - Cidadania Cultural é uma iniciativa da Estoril Sol, em parceria com o grupo editorial Babel.

(JORNAL?EXPRESSO )

Comentários

Newsletter


Colabore com o Jornal Cultura - Envie-nos os artigos da sua autoria.

Colaboradores Ver todos