Até sempre Rui Legot

Envie este artigo por email

Profundo conhecedor dos meandros culturais da capital francesa, Rui Legot, esteve sempre engajado na promoção da imagem cultural de Angola.

Até sempre, Rui Legot
Rui Legot nasceu em Luanda a 7 de Dezembro de 1941.

Uma nota remetida pelo Serviço de Imprensa da Embaixada De Angola em França dá conta do passamento físico do nacionalista angolano Rui Legot, ocorrida na madrugada de sábado, 21 de Março, em Paris, vítima de doença prolongada.
Rui Legot, nacionalista e músico, começou a tocar com a irmã, Conceição Legot, num concurso no Rádio Clube de Angola em 1955, passando depois a fazer várias actuações até embarcar para Portugal com o objectivo de frequentar o ensino universitário. Criou o Duo N'gola, com Henrique Rosa Lopes, que gravou, entre outros temas, o êxito “Bicho do Mato” (por vezes identificado como “Angola”) que a censura nunca deixou ser tocada em Portugal.
Como escreve Fernando Ribeiro, no blog “A Matéria do Tempo”, o Duo N'gola foi um pioneiro na introdução da música angolana em Portugal, abrindo os caminhos do êxito ao Duo Ouro Negro, Lilly Tchiumba, Rui Mingas, etc.
Acanção conhecida como "Bicho do Mato", mas que se chama "Angola", foi uma das canções mais divulgadas do Duo N'gola em Portugal. Fernando Ribeiro acrescenta que “uma outra canção do duo que teve uma certa divulgação foi "Mona Kilumba" (título que se pode traduzir por "Menina").
Esta canção dá-nos conta do aparecimento de um sentimento nacional entre as populações rurais de Angola, involuntariamente promovido pelo regime colonial de Salazar através do ensino. Apesar da retórica colonial que era veiculada nas aulas pelos professores, os alunos descobriam que havia "uma terra com o nome de Angola" e que essa terra era a sua própria.” Nessa época, em Portugal dedicou-se igualmente ao teatro, mas, para fugir à perseguição da PIDE, mudou-se para Paris onde se instalou até à sua morte.
Profundo conhecedor dos meandros culturais da capital francesa, Rui Legot, esteve sempre engajado na promoção da imagem cultural de Angola, ao lado de outros artistas como Bonga, Carlos Nascimento e António Margarido. Foi um exemplar activista na mobilização da comunidade angolana em França, sendo membro-fundador da Casa de Angola em Paris, associação que se destacou depois de 1994 com a realização de colóquios e divulgação da realidade angolana. Rui Legot nasceu em Luanda a 7 de Dezembro de 1941.

Comentários

Newsletter


Colabore com o Jornal Cultura - Envie-nos os artigos da sua autoria.

Colaboradores Ver todos