FOTOEMAS de Amosse Mucavele (Moçambique)

Envie este artigo por email

Vazio do prato e a geografia das barrigas cheias.

FOTOEMAS de Amosse Mucavele (Moçambique)

ALMA DO PRATO

Entre o vazio do prato e a geografia das barrigas cheias transformadas em depósitos das possibilidades de interpretar a voz do tempo que ilumina a nossa fome.
Reside uma luz, veloz, acende nas palmas da esperança, limpa a penumbra que cobre o olhar silenciado pelo desejo , onde o próximo torna - se mais próximo.
Os sinos da procura, tocam em surdina em cada olhar dos meninos.
Ei-los de novo na conquista do tempo que não cabe na alma do prato.

NO RIO

1
No rio o tempo não precisa de relógios
seu curso permanece vazio
no eterno jogral de sonhos ao relento
2
Nenhuma lágrima cabe
neste olhar alegre
quando nem mesmo o sol
consegue tatuar a alma
das mulheres

NOTÍCIAS DE UM SORRISO

Quando olho para esta imagem, com uma satisfação de dominar um abraço pela magia de um sorriso, o olhar de Charles Uqueio traduz o que quer se dito e o que quer ser conhecido.
Eis a fonte da realização total e da gigantesca descoberta deste povo moçambicano, Uqueio reflecte as várias linguagens do tempo para expressar uma realidade plural, interrogante, desta época de regressos, dos movimentos atemporais.
Olhamos com os olhos prostrados na equação da "história do futuro" ou na multiplicação do "futuro da história".

Comentários

Newsletter


Colabore com o Jornal Cultura - Envie-nos os artigos da sua autoria.

Colaboradores Ver todos