Auto de Notícia do Reino de NDongo

Envie este artigo por email

Acta Inicial

Luanda com pássaros negros e asas de fogo.
A dor nasce nas entranhas e move montanhas.
Sinto as tuas mãos num adeus definitivo. E não minto.
Vejo o vento fustigar as laranjas num laranjal inundado.
[E estou desterrado.]

A chuva persegue os cães vadios
e quem anda na tempestade pode estar perdido.
Pode perder-se. Perde-se.
Não te peço o sangue. Deste de mais.
A nau de África aportou ao cais.

1

A rainha
pariu mabecos
raivosos
e na cidadela real
lúgubres latidos
de estrelas
anunciaram
o nascimento.
Há luto e sofrimento
entre os sitiados
da ilha de Ndanji
as chamas
incendeiam Pungu a Ndongo
e envolvem
O reino da Matamba.
Um cego racha lenha para a fogueira.

2

Chamem as aias
que a rainha
ainda tem a espada
enterrada no peito
e uma armadura vestida.
Os pés em sangue
revelam que a fuga é dura.

3

A liberdade
não conhece
o trilho perdido
da montanha
nem o beco da cidade
O primeiro sonho corre nas veias em cinzas.

4

A rainha
escondeu as marcas
depôs armas
e segredos
nos rochedos
de Kanakajungo
e prosseguiu em fuga
para as montanhas do Golungo.
As chamas aproximam-se do berço.

5

Não há mortos
nas margens do Lukala
não há sede
não há fome
não há sepulturas
nas planícies fecundas de luar.

6

Meu amor, o berço arde!

7

O Homem nasceu
da poeira
dos caminhos
de peito escancarado
sem espada
nem armadura
só mais tarde o vento soprou
as cinzas da amargura.

8

O amor foi à guerra
e não há novas dos que ficaram

9

Nasceu o amanhã
no berço em cinzas da manhã.
Estamos no banquete
com as ofertas dos pastores
kissangua nas cabaças
na mesa estrelas baças
canções estranguladas
um txissangi sem palhetas
txingufos proibidos de soar.
Eu vi arder o nosso berço, meu amor.

10

O mel corre no Kwanza
mas sangram as terras
sagradas do Ndongo,
pastores nocturnos
pastoreiam as ruínas
de um jardim sem princesas.
Calaram-se
os canhões de bronze
Na cidadela de Wamba:
Há cânticos à solidão no templo de Sant’Ana.

Comentários

Newsletter


Colabore com o Jornal Cultura - Envie-nos os artigos da sua autoria.

Colaboradores Ver todos