Antologia de contos angolanos: "Estórias além do tempo" em Lisboa

Envie este artigo por email

Na continuidade do seu projecto de facilitar a difusão da literatura angolana no país e no estrangeiro através da edição ou do apoio à edição de antologias, a União dos Escritores Angolanos (UEA), em parceria com a Texto Editores (do grupo Leya), lança, no dia 7 de Novembro, em Lisboa, Portugal, a antologia “Estórias Além do Tempo”, um conjunto de quarenta e dois (42) contos de escritores angolanos.

"Estórias além do tempo" em Lisboa

Organizada por Domingas de Almeida, sob orientação de Adriano Botelho de Vasconcelos, a obra procura, segundo uma nota informativa da UEA, assinada pelo seu secretário-geral, Carmo Neto, “na sua essência, valorizar a cultura tradicional angolana através de temáticas mais contemporâneas ligadas ao quotidiano, onde o leitor universal pode interiorizar segmentos da literatura nacional devidamente representada pelos dezassete (17) autores”.
Dessa forma, a UEA, acrescenta a nota, “persegue o seu compromisso de continuar a contribuir para internacionalizar a literatura angolana, apresentando ao leitor europeu um cardápio de autores e textos diversificados, capazes de oferecer opções temáticas e estéticas diferenciadas entre si, mas dentro dum campo de similitudes intranacionais”.
Os escritores Arnaldo Santos, Carmo Neto, Dario de Melo, Fragata de Morais, Henrique Abranches, Henrique Guerra, Isaquiel Cori, João Melo, João Tala, José Eduardo Agualusa, José Samwila Kakweji, Luís Fernando, Marta Santos, Ondjaki, Pepetela, Roderick Nehone e Sónia Gomes “corporizam as estórias que seguem além do tempo”.
O lançamento acontecerá na tarde do dia 7 de Novembro, na zona do Marquês, em Lisboa e, do programa do evento, prevê-se um diálogo com os autores presentes no local, sessão de autógrafos, fotografia de "família" e leitura de alguns contos.
Com a edição da obra por uma editora portuguesa e o lançamento da mesma com “recheio” cultural num local tradicional de Lisboa, a União dos Escritores Angolanos procura pôr em evidência alguns dos seus objectivos essenciais, nomeadamente promover a defesa da cultura angolana como património da Nação e promover os valores culturais nacionais.
De referir que a UEA já publicou as antologias de contos “Caçadores de Sonhos”, organizada por Adriano Botelho de Vasconcelos, Neusa Dias e Tomé Bernardo, “Caçadores de Sonhos”, organizada por Domingas de Almeida, e “Balada dos Homens que Sonham”, por António Quino. Qualquer uma destas antologias está traduzida em várias línguas.

Comentários

Newsletter


Colabore com o Jornal Cultura - Envie-nos os artigos da sua autoria.

Colaboradores Ver todos