JORNALISMO CULTURAL INTEGRA PRÉMIO NACIONAL DE CULTURA E ARTES

Envie este artigo por email

Direcção Nacional de Acção Cultural

Primeira reunião do júri

A edição do Prémio Nacional de Cultura e Artes (PNCA) do ano em curso contempla novas disciplinas artístico-culturais, a saber: Festividades Culturais Populares e Jornalismo Cultural.
Na primeira reunião do júri, realizada no passado dia 7 de Julho, na sede da Direcção Nacional de Acção Cultural, os membros recentemente nomeados por despacho da ministra carolina Cerqueira, elegeram por unanimidade o antropólogo Virgílio Coelho, para o cargo de presidente do júri.
O PNCA distingue a partir de agora anualmente personalidades angolanas nas áreas da literatura, artes plásticas, música, teatro, dança, cinema e audiovisual, investigação em ciências humanas e sociais, festividades culturais populares e jornalismo cultural.
O Prémio foi instituído pelo governo angolano em Maio de 2000 para "incentivar a criatividade artística e literária e a investigação científica", além de "promover a qualidade da produção de cinema e das artes de espectáculo, especialmente ao nível da encenação de obras teatrais e de espectáculos de música e de canto".
Como referiu a ministra da Cultura, no dia 2 de Março, o PNCA já atingiu grandes patamares e interesse da parte da opinião pública, dos artistas e dos concorrentes nas diversas modalidade, daí ser necessário modernizar o pré.
mio e adaptá-lo a conjuntura actual do país, tanto do ponto de vista financeiro. Assim, e como reiterou o director da Acção Cultural, Vieira Lopes, na primeira reunião do júri deste ano, o ministério procederá a reajustamento do valor pecuniário do prémio, em moeda nacional, de acordo com o Orçamento Geral do Estado (OGE) de cada ano.

Comentários

Newsletter


Colabore com o Jornal Cultura - Envie-nos os artigos da sua autoria.

Colaboradores Ver todos