Morrem no planalto central Pichel de Lukoko e Samuel Pequenino

Envie este artigo por email

Pichel de Lukoko chorou pela primeira vez.

Morrem no planalto central Pichel de Lukoko e Samuel Pequenino
Fernando Samuel Pequenino

Uma nota da Brigada Jovem de Literatura de Angola no Huambo, assinada pelo seu secretário provincial, João Lara M. Hotalala (Capui Lara), deu-nos conta do passamento físico do seu membro, escritor Pio Chiwale, com o pseudónimo literário de Pichel de Lukoko, no passado 11 de Maio no município sede do Huambo.
Pichel de Lukoko chorou pela primeira vez no dia 5 de Maio de 1934 na Comuna do Lunje Munícipio do Bailundo. No mundo da escrita notabilizou-se com duas obras lançadas: “Em Demanda do Rei Cingi I (2003) e “Wambu Kalunga em Elegia” (2014), tendo deixado várias por lançar.
A mesma nota refere que, no dia 14 de Maio, as organizações culturais e literárias Brigada Jovem De Literatura Do Huambo, UNAC, UNAP, LEVARTE, AP Promoções, realizaram uma noite de velas para homenagear o prestigiado escritor. O encontro congregou escritores, poetas, músicos, artistas plásticos, a família do escritor. O escritor foi enterrado no cemitério de São Pedro no dia 15 de Maio às 14 h.

Morre autor de "Lança Ardente"

Ainda não nos tínhamos refeito dessa perda do amigo do jornal Cultura, cuja obra divulgamos ao mundo como tema de capa, quando nos chega outra triste notícia. A morte de outro confrade nosso, o escritor e sociólogo Samuel Pequenino falecido na noite de 6 de Junho, aos 74 anos, vítima de traumatismo craniano, em consequência de um atropelamento. Uma notícia publicada pela ANGOP, refere que “após o acidente, ocorrido na cidade do Cuito (Bié), Samuel Pequenino foi evacuado para a província do Huambo, onde recebia assistência médica, numa das unidades sanitárias. Como escritor, Samuel Pequenino colocou no mercado literário obras como “A grande caminhada", "O Guerrilheiro", "Lança Ardente" e "A Comadre”.
Os seus restos mortais foram sepultados terça-feira, dia 9, no cemitério municipal do Cuito (Bié).

Comentários

Newsletter


Colabore com o Jornal Cultura - Envie-nos os artigos da sua autoria.

Colaboradores Ver todos