Prémio Internacional de Investigação Histórica Agostinho Neto- Edição 2018

Envie este artigo por email

A Fundação Dr. António Agostinho Neto comunica a constituição do Júri do Prémio Internacional de Investigação Histórica «Agostinho Neto», 2017-2018. O Prémio bianual, foi instituído em 2014, pela Fundação Dr. António Agostinho Neto em parceria com o Instituto Afro-brasileiro de Ensino Superior, ao qual se juntou a UNESCO em 2016, sendo constituído pelos sete membros a seguir discriminados:

 

Irene Alexandra da Silva Neto

Pela Fundação Dr. António Agostinho Neto:
1. Prof. Doutor Roquinaldo Amaral Ferreira - Presidente do Júri
2. Prof. Doutora Isabel de Castro Henriques – Investigadora
3. Professora Doutora Maria Alexandra Miranda Aparício – Vogal
4. Dra. Irene Alexandra da Silva Neto - Supervisora

Pela Faculdade Zumbi dos Palmares e Instituto Afro-brasileiro de Ensino Superior:
5. Prof. Doutor José Vicente - Vogal
6. Prof. Doutor Ivair Augusto Alves dos Santos - Secretário
• Pela UNESCO:
7. Prof. Doutora Vanicléa Silva Santos - Investigadora

O prémio destina-se a galardoar as obras de investigação ? da autoria de pesquisadores/as angolanos/as, brasileiros/as ou de outras nacionalidades ? escritas sobre Agostinho Neto, Angola, África, Brasil, a Diáspora e Afro-descendentes que contribuam para o melhor conhecimento da história de Angola, do Brasil e de África.
Ao(s) autor(es) da obra distinguida com o Prémio será entregue um diploma, um troféu e a quantia equivalente a 50.000,00 USD (cinquenta mil dólares dos EUA).

DO REGULAMENTO

Segundo reza o regulamento, o original de cada obra concorrente deve ser impresso em folhas de papel de cor branca e tamanho A4. O texto deve estar formatado em tamanho 12, tipo de letra Times News Roman. As páginas devem estar numeradas, ordenadas e conter o título da obra e o nome do autor.
Na primeira folha deve vir indicado o título da obra e o nome do autor.
Terá de ser apresentado um resumo com o máximo de três folhas que deverá exprimir correctamente o conteúdo do trabalho, de modo a permitir uma primeira análise quanto à admissibilidade a concurso.
Os trabalhos devem ser impressos em dez exemplares em língua portuguesa e acompanhados de suporte digital (CD ou pendrive).
Os trabalhos para candidatura devem ser enviados até ao dia 31 de Março ao Secretariado do Prémio:
a) Em Angola: 5 Exemplares para a Fundação Dr. António Agostinho Neto, sita na Rua Major Kanhangulo, Nº 10, Luanda, Angola. E-mail: fundagostinhoneto@gmail.com. Telefone: (+244) 222335431. Fax: (+244) 222332474.
b) No Brasil: 5 Exemplares para o Instituto Afrobrasileiro de Ensino Superior – CNPJ 05.234.052/0001-46, Avenida Santos Dumont, 843, CEP 01101-000, Bairro Ponte Pequena, Município de São Paulo, Estado de São Paulo, Brasil ou Para a Fundação Zumbi dos Palmares, sita na Rua Santos Dumont, Nº 843, Armênia, São Paulo, SP, Brasil. E-mails: jose.vicente@unipalmares.edu.br e uelintonalves@yahoo.com.br. (011)-3325-1000.
A acompanhar a apresentação do original, deverá ser entregue a identificação completa mediante a documentação seguinte:

1. Fotocópia do Bilhete de Identidade
2. Residência dos autores da obra
3. Títulos académicos
4. Curriculum profissional

Declaração

Os autores das obras candidatas devem subscrever, como condição para a sua admissibilidade, a seguinte declaração:
“Nome (identificação completa do autor, incluindo a nacionalidade) do autor ou autores em colaboração da obra intelectual sobre o tema (identificação do tema) e com o título (identificação do título), candidata-se ao PRÉMIO INTERNACIONAL DE INVESTIGAÇÃO HISTÓRICA AGOSTINHO NETO, ano respectivo, declara(m) ter tomado conhecimento, nesta data, do teor completo do regulamento, com o qual concorda(m) plenamente. Assim aceita(m) colaborar com a organização do PRÉMIO em tudo o que está estipulado no referido regulamento.
Expressamente autoriza(m) a utilização do original e cópias da sua honra, nos termos previstos no citado regulamento, designadamente para a reprodução integral fotocopiada a que se refere o seu artigo 7º.
Declara(m) ainda abster-se de quaisquer actos ou iniciativas que possam diminuir o interesse ou ineditismo da obra até à divulgação dos respectivos resultados, nos termos do artigo 16º do presente regulamento.”

Publicação

Os autores intelectuais das obras premiadas autorizam a FAAN e o IABES, a efectuar, segundo o seu livre critério, por si ou por terceiros a quem ceda gratuitamente esse direito, a publicação das obras em primeira edição, com exclusividade, até dez mil exemplares.
A autorização abrange reproduções ou menções de extractos, resumos ou condensações das respectivas obras por quaisquer meios durante um período de dois anos.
A publicação das obras será feita no Brasil, através da Editora Zumbi dos Palmares, sendo metade para a FAAN e a outra metade para o IABES, no sistema de co-edição.
A língua empregue na publicação será o português sem acordo ortográfico para Angola e com acordo ortográfico para o Brasil.
Os resultados serão divulgados em cerimónia pública a realizar-se no dia 17 de Setembro, data do nascimento de António Agostinho Neto.

Comentários

Newsletter


Colabore com o Jornal Cultura - Envie-nos os artigos da sua autoria.

Colaboradores Ver todos