Eu sou do sul

Envie este artigo por email

Eu sou do sul

Sei de barcos e de mares
navegações interiores
fogos iniciais
do mar, às embalas de Angola.

Sei de linhas e rios perfumados
quase sem margens iniciais
sem terra à vista, ou o suporte frágil
das raízes.

Em silêncio, adormeço
nesta onda, que quase me leva ao outro lado do mar
outras águas, outras árvores
com frutos pendentes
quase nascendo
da terra.


Comentários

Newsletter


Colabore com o Jornal Cultura - Envie-nos os artigos da sua autoria.

Colaboradores Ver todos