Leitura Mundial dos Direitos Humanos

Envie este artigo por email

o Festival Internacional de Literatura de Berlim conclama todas as instituições culturais e políticas, escolas, universidades, meios de comunicação e indivíduos interessados, a se juntarem numa Leitura Mundial e discussão subsequente da  Declaração Universal de Direitos Humanos,  a fim de que todos os indivíduos e todos os órgãos da sociedade, tendo-a constantemente no espírito, se esforcem, pelo ensino e pela educação, por desenvolver o respeito desses direitos e liberdades

 

Leitura Mundial dos Direitos Humanos

Vivemos uma época em que os alicerces fundamentais da democracia são minados e desrespeitados ad absurdum, nota-se o questionamento da Declaração Universal de Direitos Humanos, de 1948, e da Convenção de Genebra sobre refugiados, de 1951, e até mesmo os factos mais inequívocos, como a mudança climática, são declarados “fake news”, enquanto informações patentemente falsas infiltram os médias tradicionais e influenciam o noticiário convencional.
Correntes nacionalistas e partidos populistas, de direita e de esquerda, ganham projecção em todo o mundo, e seus líderes já ocupam destacadas posições de poder em determinados países. O estado de paz ao qual nos acostumamos desde o fim da Segunda Guerra Mundial já não se coloca mais como pressuposto.
Por isso, o Festival Internacional de Literatura de Berlim conclama todas as instituições culturais e políticas, escolas, universidades, meios de comunicação e indivíduos interessados, a se juntarem numa Leitura Mundial e discussão subsequente dos 30 artigos que compõem a Declaração Universal de Direitos Humanos adoptada pela Assembleia Geral das Nações Unidas em 10 de Dezembro de 1948. Esse evento tem por propósito reavivar o espírito da Declaração e lembrar as pessoas do “ideal comum a atingir por todos os povos e todas as nações, a fim de que todos os indivíduos e todos os órgãos da sociedade, tendo-a constantemente no espírito, se esforcem, pelo ensino e pela educação, por desenvolver o respeito desses direitos e liberdades e por promover, por medidas progressivas de ordem nacional e internacional, o seu reconhecimento e a sua aplicação universais e efectivos tanto entre as populações dos próprios Estados membros como entre as dos territórios colocados sob a sua jurisdição” (Resolução 217 A (III), 10 de Dezembro de 1948).
O texto integral da Declaração Universal de Direitos Humanos está disponível em mais de 500 idiomas no site das Nações Unidas:
http://www.ohchr.org/EN/UDHR/Pages/SearchByLang.aspx Caso tenha interesse em participar da Leitura Mundial no dia 6 de Setembro de 2017, envie por gentileza um e-mail para worldwidereading@literaturfestival.com.
O festival literário de Berlim irá postar mais informações sobre esse evento no site www.literaturfestival.com e também nas redes sociais.

Comentários

Newsletter


Colabore com o Jornal Cultura - Envie-nos os artigos da sua autoria.

Colaboradores Ver todos