XÉ CANDONGUEIRO!

Envie este artigo por email

Candongueiro tem pressa
Sobe na baúca
Não tem conversa
Condução louca
Pé no acelerador, velocidade
Não respeita prioridade!

Eh! Candongueiro dono da estrada
Ultrapassa pela direita
Manobra arrojada
Ultrapassa Vuza na estrada estreita ~
"Trabalha não dá confiança", tem pressa!

Candongueiro abarrotado
Não afrouxa na lomba
Leva gente p'ra mutamba
Pé no acelerador, velocidade
Dono da cidade "Dinheiro trocado, dinheiro trocado!"

Eh! Candongueiro tem cobrador
Que grita: 1. de Maio, Maianga, Maianga...
Pé no acelerador, zunga-que-zunga
Abarrotado de gente
Não respeita cliente: "Ou encosta ou desce meu senhor!"


 Zé Pirão, São Paulo, Roque
"Não há maka emagrece meu kota"
Candongueiro manda na estrada
Leva gente do musseque
Gente enlatada Roda batida é dono da rota!

"Trabalha não dá confiança"
Prenda, Mulembeira, Mulembeira
Leva gente do povo gente da praça
Candongueiro transporte do povo
Não é carro novo Arranca levanta poeira!

Zunga-que-zunga sobe o passeio
Carro cheio Xé candongueiro
Respeita passageiro
E espera prioridade
Candongueiro é dono da cidade!

Eh! Candongueiro é gente importante
No carro velho
Leva gente p'ro trabalho
Carrega gente descarrega gente Ku Duro música alta
Xé candongueiro olha multa!

Décio BettencourtMateus
InXéCandongueiro!


Comentários

Newsletter


Colabore com o Jornal Cultura - Envie-nos os artigos da sua autoria.

Colaboradores Ver todos